Boo-box

Genes e Aparência

"O que os criadores de betta podem aprender sobre os peixes olhando para ele."
Dr. Leo Buss, PH.D.

Tradução Livre: Paulo Freitas
(Revista FAMA – Janeiro 2009)





Podemos dizer muito sobre esse belo plakat macho olhando para ele. Podem ser tiradas conclusões sobre sua genética a partir de seu corpo atarracado.




Os criadores de bettas têm acesso a uma enorme quantidade de informações sobre genética no que diz respeito à cor e forma das nadadeiras. Nós podemos predizer com alguma confiança uma boa quantidade de características. As nadadeiras serão amarelas ou vermelhas? O corpo será preto, marrom, branco, vermelho ou amarelo? O corpo terá iridescência azul, verde, azul aço, branca brilhante ou amarelo brilhante? A iridescência se limitará ao corpo e base das nadadeiras ou se espalhará por sobre todo o peixe? Os criadores de bettas poderão encontrar facilmente estas informações se gastarem um pouco de tempo e estudo.

Colocar estes conhecimentos em prática, no entanto, é outra coisa. Um criador iniciante compra um par de bettas e quer predizer como qual será o fenótipo dos filhotes. A menos que tenha comprado o casal de um criador idôneo, que poderá dizer sobre a genética dos pais e avós, ele provavelmente não poderá prever com muita certeza qual será a aparência dos filhotes.

Os criadores menos experientes fazem isto o tempo todo. No entanto, com um pouco de conhecimento de genética, pode fazer um pouco de álgebra mental inspecionando a aparência do peixe. A aparência dirá a você o que pode saber e, o mais importante, o que não pode saber sobre a composição genética do animal. Esta álgebra mental é um jogo sobre o genótipo do peixe. Jogando com sucesso, refletindo bastante, o criador ao olhar o peixe não verá apenas o peixe, mas todo o resultado do cruzamento deste com outros peixes.

Desvendando Aparências



Antes de jogarmos este jogo, devemos mencionar que ele envolve algum conhecimento sobre fundamentos de genética. Animais têm duas cópias de cada gene, uma vinda do pai e outra da mãe. Estas cópias são chamadas alelos. O alelo que você recebe da mãe pode ser o mesmo que recebe do pai ou pode ser diferente. Assim sendo, se nós chamamos um alelo de dt e outro de +, então nós podemos ter as seguintes combinações: dt/dt, dt/+, +/dt e +/+, dependendo de você ter recebido dt de ambos os pais, de apenas um dos pais, ou de nenhum dos pais, respectivamente.

Vemos então porque a aparência pode ser duvidosa. Algumas características físicas só poderão ser vistas se tivermos duas cópias iguais de um alelo. Por exemplo, dt é o símbolo de double tail, uma característica onde a nadadeira caudal é duplicada e a nadadeira dorsal parece como uma imagem espelhada da nadadeira anal. Um peixe com duas cópias deste gene será um double tail, mas um peixe com apenas uma cópia será um single tail (cauda única).

Um geneticista denominará o alelo single tail (+) de dominante e o alelo dt como recessivo. Assim, ao observar um peixe com uma cauda dupla, você saberá que a composição genética do peixe será dt/dt. No entanto, se o peixe tiver apenas uma cauda, nós não poderemos saber se ele é +/+ ou +/dt. Alelos recessivos são mascarados. A aparência não pode nos dizer muito sobre eles.


Vamos Jogar

A foto que inicia este artigo mostra um magnífico plakat macho fotografado por Fabienne Maillard. O que podemos dizer sobre o peixe? Uma coisa é imediata. A nadadeira caudal é única, então o peixe tanto pode ser +/+ ou +/dt. Esta parte da equação está montada. O que mais? Bem, o peixe é um plakat; isto é, tem nas nadadeiras curtas e o corpo forte. Nadadeiras curtas em bettas são também controladas por um único gene. O alelo para nadadeiras curtas é denominado + e o de nadadeiras longas é lf (Nota do tradutor: o símbolo + é usado para designar características encontradas nos bettas selvagens e é usado para qualquer característica do betta). O alelo para nadadeiras curtas é recessivo, então sabemos com certeza que o gene de nadadeiras curtas deste animal é +/+. Não vamos parar aqui.

“Existe alguma incerteza se existe um ou dois genes non-red em bettas.”

Podemos continuar este jogo por muitas outras características. Por exemplo, o peixe tem as nadadeiras amarelas. O amarelo é causado por um alelo chamado non-red ou nr. O alelo nr é recessivo para o alelo alternativo +, que causa o aparecimento de vermelho onde o amarelo estiver distribuído. Novamente, nós temos certeza do genótipo para este gene devido à condição recessiva. O animal da figura é nr/nr. (Devo confessar que existe uma incerteza se existem um ou dois genes non-red em bettas. A questão pode ser facilmente resolvida, mas os estudos sobre os cruzamentos deste tipo ainda não foram publicados).

O corpo do peixe nos permite outras conclusões. Existe um padrão de iridescência azul e ele é de um metálico intenso sobre o corpo. Dois genes causam estes dois efeitos. Primeiro, vejamos a cor azul. A cor azul é controlada por um gene chamado blue, com um alelo + e um alelo chamado Bl. Este gene é diferente de todos aqueles que vimos até agora. É herdado de uma maneira que os geneticistas chamam de co-dominância. Se o peixe é +/+, você verá uma iridescência verde. Se o peixe é Bl/Bl, você verá uma iridescência azul aço. Se o peixe for +/Bl, você verá uma iridescência azul denominada royal (real), que é um azul mais escuro e encorpado (Nota do Tradutor: Alguns autores usam a terminologia Bl/Bl para verde turquesa, Bl/bl para azul royal e bl/bl para azul aço. Eu particularmente acho mais interessante usar a do artigo, por ser mais científica). Como vemos um peixe azul, sabemos que o nosso peixe é +/Bl.


Outras Características

Outra característica aparente no corpo é a iridescência intensa. Este efeito é controlado por um gene que foi descrito por mim na edição de novembro de 2008 da revista FAMA (Freshwater And Marine Aquarium Magazine) denominado ryi. Este gene, também chamado de metálico, é dominante. Se um peixe for ryi/ryi, ele mostrará somente a iridescência normal dada pelo gene blue. Se ele for +/ryi ou +/+, ele mostrará um iridescência metálica pesada. Assim sendo, a aparência de nosso peixe em estudo nos mostra que ele pode ser +/ryi ou +/+ para o gene metálico, mas não sabemos qual. (Novamente, um ponto de incerteza. O peixe da foto é chamado no mercado de dragon, e eu presumo aqui que esta característica é controlada por um alelo do gene ryi. Um teste específico sobre este assunto é necessário).

Isto é tudo? Não, várias outras conclusões são possíveis. Olhando com atenção você notará que a iridescência azul do nosso peixe é um tanto mais clara que a dos bettas azuis royais. Isto acontece porque o azul está se sobrepondo sobre um fundo claro e não sobre fundo escuro. Isto indica que o corpo é claro e não escuro. A cor escura do corpo é controlada por outro gene chamado cambodia. Cambodia, designado como c, é recessivo. Somente um peixe que seja c/c terá o corpo claro. Assim sendo, com certeza nosso peixe é c/c.

Uma conclusão final sobre nosso peixe é a cerca da distribuição da iridescência metálica. É grande sobre o corpo e ausente nas nadadeiras. Este espalhamento da iridescência no corpo e nadadeiras é controlado por outro gene, chamado spread iridescence, ou si. Este gene é dominante, se existir duas cópias do alelo spread iridescence, haverá iridescência nas nadadeiras. Uma vez que o efeito é mínimo em nosso peixe, nós podemos concluir que ele é +/si ou +/+.

Definindo as Possibilidades




Nós consideramos os efeitos de sete diferentes genes na aparência de bettas. Em quatro casos nós temos certeza da composição genética pela aparência do peixe. Especificamente, nós sabemos que ele possui os alelos controlando corpo claro em vez de escuro, nadadeiras curtas em vez de longas, amarelo em vez de vermelho e azul em vez de verde ou azul aço. Mas em outros três genes não podemos ser precisos. Ele pode ou não ter um alelo oculto de cauda dupla e de espalhamento da iridescência ou ter um ou dois alelos de iridescência metálica.

Este tipo de ginástica mental é automático para criadores experientes. Nós continuaremos com o exercício porque sabemos que se nós tomarmos o peixe da figura e o cruzarmos com outro peixe, poderemos saber aproximadamente como predizer o fenótipo da ninhada. Eu sei, por exemplo, que consigo ao cruzar o peixe da figura e conseguir, em uma única geração, peixes de nadadeiras longas, amarelos com iridescência verde ou plakats com a mesma iridescência, mas com um azul pronunciado no corpo e nadadeiras vermelhas.

Similarmente, um criador imediatamente saberá que ele poderá ou não conseguir filhotes de cauda dupla. Isto é importante saber no nosso jogo do genótipo/fenótipo. Eu estou certo que fazer este tipo de analise encoraja o criador casual a aprender bastante para continuar a jogar. Um bom local para iniciar este jogo é o International Betta Congress (ibcbettas.org) e começar a ler os numerosos artigos sobre genética de bettas disponíveis.

Nenhum comentário :

Postar um comentário