Boo-box

Falta de Energia, o que fazer?

Bom, a ideia original era falar sobre medidas de emergência em casos de falta de energia, mas devido a algumas pessoas que me perguntaram sobre nobreaks e geradores de força, resolvi estender um pouco o assunto.

Pra começar, vou falar um pouco sobre bioquímica do aquário (assunto chato, mas que pode salvar seus peixes se você interpretar bem a situação), com o aquário em funcionamento, a circulação da água promove tanto a passagem do oxigênio do ar para a água quanto a do gás carbônico da água para o ar, as concentrações dos compostos químicos é muito parecida em todas as partes do aquário e a amônia e nitrito estão em constante degradação devido à passagem pelo filtro.

Quando falta energia, a circulação é interrompida, logo de cara a troca gasosa é prejudicada, com a água parada essa troca se restringe a camada mais superficial, formando zonas pobres em oxigênio e ricas em CO² próximas ao fundo, razão pela qual os peixes ficam na superfície buscando uma água melhor.

Vale sempre lembrar que nem sempre os peixes morrem por falta de oxigênio, a saturação por CO² talvez seja mais perigosa.

Mas além desse problema, existe o acumulo de dejetos, durante todo o tempo os peixes estão excretando amônia, que vai se acumulando e podem intoxicar peixes mais delicados, em especial arraias. Há algum tempo fiquei por 12 horas sem energia em casa, por mais de 3 horas não fiz absolutamente nada no aqua e todos os peixes estavam muito bem, mesmo os mais sensíveis à falta de oxigênio, como tucunarés e a cachorra, sempre mantenho índices muito elevados de O² dissolvido e isso ajudou muito naquele dia, mas depois desse tempo, notei que o comportamento das redondas mudou e de tranquilas elas passaram a ficar agitadas, quando uma iniciou o famoso death curl eu já corri e iniciei uma TPA. Eu acredito que esse mal estar das arraias foi causado pelo acumulo de substâncias tóxicas e não pela falta de oxigênio, levando em conta o estado dos demais peixes do aquário.

Ainda resta a questão da falta de oxigênio para as bactérias do filtro, eu acredito que isso vai variar muito de caso para caso, aquários mais lotados, onde existe uma atividade enorme das bactérias, é mais vulnerável a falta de O², aquários estabilizados, com amônia zerada ou quase e poucos peixes terão um tempo muito maior de sobrevida, assim como um sump vai resistir mais tempo que um canister.

Mas ok, acabou a energia agora... O ideal seria ter alguma coisa em stand by para emergências (ideal, mas a maioria dos aquaristas não tem...inclusive eu...rs), dai vem à pergunta: Nobreak ou gerador?
Vou explicar brevemente ambos os equipamentos e citar suas vantagens e desvantagens, lembrando que não entendo muito disso e as informações aqui descritas foram baseadas naquilo que a equipe de engenharia elétrica aqui do Butantan me passou.

Nobreak Senoidal: É um equipamento que gerencia o fornecimento de energia, acionando automaticamente uma bateria reserva em caso de corte no fornecimento, ele fica plugado o tempo todo na rede elétrica e mantém os equipamentos ligados durante o tempo que a carga da bateria suportar, isso varia bastante de acordo com a capacidade da bateria usada. Seu preço com bateria é a partir de 500 reais (usado).

Vantagens:
  • Silencioso
  • Acionamento automático em todos os modelos, assim como a recarga da bateria
  • Sem emissão de gases

Desvantagens:

  • Preço mais elevado nos modelos mais básicos
  • Autonomia limitada à carga da bateria, segundo o pessoal aqui, os modelos mais potentes seguram no máximo 6 horas, a maioria é em torno de 2

Gerador: Basicamente é um motor, normalmente movido à gasolina (alguns a diesel), que gera uma corrente elétrica, possui uma imensa variedade de modelos e potência, variando os preços de 350 a mais de 2500 reais.

Vantagens:
  • Autonomia ilimitada, o combustível pode ser reposto e funcionar pelo tempo que for necessário
  • Menor custo no caso de modelos mais básicos
  • Possibilidade de manter quase todo o aquário funcionando (com exceção dos aquecedores), mesmo no caso de aquários grandes.
  • Possibilidade de acionamento automático em caso de falta de energia

Desvantagens:
  • Barulho e emissão de gases poluentes, precisa ser instalado em local aberto (praticamente impossível para apartamentos)
  • Necessidade de acionamento manual em caso de falta de energia nos modelos básicos
  • Nos modelos mais baratos é preciso estabilizar a corrente antes de ligar os aparelhos

Considerações finais:

Vejo muita gente usando compressores de ar a pilha em caso de falta de energia, isso funciona por algum tempo e no caso de peixes mais resistentes, se você tem arraias eu não aconselho confiar a vida de suas redondas a apenas um compressor de ar, não que nunca funcione, mas não acho que vale o risco.

Se vc mora em apartamento só resta optar por nobreaks, NUNCA confie em informação de vendedor sobre sua autonomia, faça um teste para ter certeza do tempo que a bateria dura e tenha certeza que o modelo que vc vai comprar é SENOIDAL.

Geradores precisam de algumas modificações nas tomadas para facilitar seu uso e tem que ser ligado pelo menos a cada 15 dias para manutenção e evitar deterioração do combustível em seu tanque (deve ser trocado, assim como o óleo do motor de acordo com o informado no manual do equipamento).

Então qual o ideal?


Para quem mora em casa e realmente quer ter segurança total, o ideal é ter ambos, um bom nobreak para o caso de uma falta de energia em um momento que ninguém estiver em casa ou durante a madrugada, e um gerador para segurar os equipamentos pelo tempo que for necessário até que a energia volte, uma opção mais cara (2.500 reais) é um gerador com partida automática, nesse caso o nobreak não é necessário.

Mas e quando não temos nada disso?

A partir de 30 minutos sem energia já recomendo observar com atenção o comportamento dos peixes, em caso de alteração na cor, movimento irregular, respiração ofegante na superfície, já é necessária uma intervenção.

Existem duas possibilidades, vc pode ou movimentar a água, com um balde, retirando a água do sump e jogando no aqua, ou fazer TPAs 20 % de tempo em tempo, sempre usando condicionador, até que a energia volte.

O tempo que cada peixe vai levar para sentir vai variar de acordo com a espécie e, principalmente de acordo com as condições do aquário, ai entra um alerta muito importante para todos aqueles que querem partir para lotação, todo o aquário lotado vive no fio na navalha, são sistemas que estão sempre usando o máximo de sua capacidade e por isso mesmo, muito mais sensíveis e sujeitos a um colapso.

Ou seja, um aqua com poucos peixes pode ficar horas e horas sem que eles sintam, um lotado vai conseguir isso por meia à uma hora apenas.

Importante: NUNCA fique sem condicionador em casa, tenha o suficiente sempre para pelo menos 3 TPAs, se quiser pode até deixar alguns tubinhos daqueles mais baratos de reserva, mas tenha, se por acaso acontecer um problema durante a noite, num domingo ou feriado e você não tiver ao menos condicionador para as TPAs de emergência, vc com certeza perderá peixes. O intervalo entre essas TPAs vai variar tb de acordo com as condições do aqua, podendo ser de hora em hora ou a cada 90-120 minutos, vai depender de como os peixes estiverem.

Se a energia demorar mais que 4 horas para voltar não alimente os peixes nas próximas 24 horas.

A questão da morte das bactérias do filtro ainda é polêmica, não sei até onde é ou não verdade, na dúvida eu aconselho fazer circular um pouco de água do aquário a cada meia hora para renovar a que estava entre as mídias, afinal, vc vai estar ali sem fazer nada mesmo, não custa prevenir.

Eu sei que emergências são coisas que não podemos prever, mas podemos nos preparar para elas, então, coisas básicas que podem salvar seus peixes:
  • Tenha o telefone da companhia de energia da sua região sempre a mão, assim que a energia cair, já entre em contato informando o ocorrido para agilizar o atendimento e peça uma estimativa para o reestabelecimento da energia
  • Mantenha seu estoque de condicionador para TPAs de emergência
  • Procure se informar de lojas (se possível 24h ou procure saber qual aquela que fecha mais tarde e/ou abre aos domingos e feriados), onde vc possa ir comprar mais condicionador caso o seu acabe
  • Mantenha a calma e se concentre nos peixes, sua percepção vai fazer toda a diferença

Pra finalizar, vou repetir aquilo que aconteceu comigo há alguns meses...

Durante uma tempestade num sábado, a energia acabou as 17:00, me informaram que iria retornar as 23:00. Por 3 horas acompanhei os peixes e todos estavam muito bem (lembro que tenho 80 peixes entre eles 12 arraias), depois disso as arraias começaram a sentir e comecei as TPAs.

Depois das 23:00 a luz não voltou e a Eletropaulo já me dizia que não havia previsão para a volta, então a cada hora eu fazia uma TPA, que demorava em média uma hora e vinte para terminar (500 litros em cada TPA), às 3 da manhã, depois da terceira TPA, fiquei sem prime, peguei o carro e fui correndo até uma loja 24 horas e comprei mais condicionador, para pelo menos mais 7, passei a noite assim, entre as TPAs eu jogava água pelo filtro para circular um pouco (fiz meu sump em U invertido já pensando nisso).

A energia voltou as 5:00, exatamente 12 horas depois, sem nenhuma perda.

Enfim, espero que tenha ajudado, qualquer dúvida estamos ai...


Renato Monterani
Esse texto é de autoria de Renato Moterani. Publicado com sua permissão.
Siga o Renato Moterani em:
https://www.facebook.com/renato.moterani.1
https://www.facebook.com/groups/289340324596175/

Um comentário :

  1. Muito bom, o artigo. Ajudou-me muito e agora tenho mais conhecimento.
    Obrigado

    ResponderExcluir